sábado, 25 de outubro de 2014

Foi ontem

Foto - Madalena Pires

Ontem foi um dia particularmente tocante para mim. 
Recebi o carinho de muitas amigas e amigos a quem agradeço a presença e as palavras de reconhecimento e incentivo que me dirigiram.
Bem hajam às amigas e amigos que presencialmente ou através de diferentes e variadas formas manifestaram o seu apoio pela edição do livro "O Outro Lado"

Os meus filhos enviaram-me uma pequena mensagem.
O João está por cá e marcou presença no Coliseu Micaelense, quem esteve presente deu por ele, com a sua natural simpatia e boa disposição. Amélia e a Catarina, que vivem e trabalham em Lisboa, em estreita cooperação com o João construíram um pequeno texto que me foi entregue ontem, momentos antes de se dar início, à apresentação do livro "O Outro Lado". Aqui fica a partilha que ontem não foi possível fazer com quem esteve no Coliseu Micaelense.

Pai,
Como sabes é com imensa pena que nem todos estamos presentes.
Mas o imenso Atlântico é pequeno quando comparado com o orgulho e amor que temos por ti. Orgulho de sermos frutos do teu amor.
Habituaste-nos, com o teu exemplo, que sem dedicação e paixão, esse difícil equilíbrio entre a razão e o coração, os sonhos são difíceis de concretizar. Tu acreditas e faz-nos acreditar que é possível. É possível concretizar os nossos sonhos.
Em tudo aquilo que fizestes, fazes e continuarás a fazer envolves-te, entregas-te apaixonadamente, sem nunca perderes o rumo da tua luta. Uma luta que não é só tua.
Este trabalho que divides com a nossa querida Rita, e que hoje partilham publicamente, é um dos teus retratos cujos traços se vislumbram, seja qual for o lado com que te olham, numa certa forma de ser e estar na vida que nos orgulha e encanta.
Parabéns Pai, 
Parabéns Rita,

Um grande beijinho,
Amélia.
Catarina,
João

Também das tuas netas
Margarida
e
Benedita

Um beijo para o avô e para a Rita,